O que são aminoácidos de cadeia ramificada?

BCAA (sigla em inglês de branched-chain amino acids) que traduzido significa aminoácidos de cadeia ramificada (sigla em português “ACR”). São Eles: Leucina, Isoleucina, Valina são parte dos 9 aminoácidos essenciais para os seres humanos, ou seja não são produzidos de forma endógena, por conseguinte têm que ser consumidos na dieta. Cerca de 35% dos músculos estriados são constituídos por esses 3 aminoácidos.

Na prática de exercícios físicos, o organismo se utiliza das reservas de glicogênio muscular para a produção de energia. Na ausência ou déficit de glicogênio os músculos podem utilizar tanto cetonas (provenientes de gorduras) ou mesmo proteínas intracelulares para a produção de energia, esta situação é conhecida por catabolismo.

Os Aminoácidos de Cadeia Ramificada podem ajudar a diminuir o rácio de destruição de proteínas intracelulares para uso em energia, salvando-as para reconstrução celular depois do exercício físico (ainda não existem evidências científicas comprovadas deste mecanismo). Muitos defendem que a suplementação durante o exercício físico com aminoácidos de cadeia ramificada é benéfico para a construção de massa muscular magra porém não há provas científicas desta afirmação, contudo a hipertrofia muscular em exercícios de resistência com pesos parece estar mais ligada ao estoque de glicogênio. As fontes naturais de proteína animal possuem BCAA, porém as proteínas do soro de leite aportam boa quantidade de BCAA e Glutamina, outro aminoácido de suma importância para a formação e manutenção muscular.

Leucina: A leucina é utilizado como fonte energética para os músculos. A isoleucina tem um papel vital no funcionamento do sistema imune e, assim como a isoleucina, ela também é usada como proteção, combustível e reparo muscular.
Os atletas devem ingerir leucina para potencializar o ganho de massa muscular, já que 90% da leucina ingerida na alimentação pode ser utilizada como fonte de energia pelos músculos. Além disso previne a perca de massa muscular e participa da produção do hormônio de crescimento e ajuda na manutenção de níveis adequados de testosterona nos homens.

Isoleucina: A isoleucina é um aminoácido essencial, um componente da proteína, como são todos os aminoácidos, e tem um papel vital na síntese da proteína, no desenvolvimento da massa muscular e na prevenção da perda muscular. Ela pode ser encontrada na grande maioria dos alimentos ricos em proteínas, principalmente as carnes vermelhas, os peixes, o queijo e também em boa parte dos grãos e castanhas.
A vantagem da utilização da isoleucina por atletas em treinamento intenso é que ela, assim como os outros aminoácidos, ajuda o organismo a se recuperar.

Valina: O terceiro e último aminoácido BCAA de cade ramificada, suas principais funções são ser uma fonte energética para os músculos e auxiliar no reparo dos tecidos. A valina também possui uma função importante no desenvolvimento muscular, no funcionamento do sistema imunológico e no equilíbrio dos níveis naturais de água e nitrogênio no organismo.
Os atletas beneficiam-se da valina porque ela é parte dos aminoácidos da cadeia ramificada o que auxilia na manutenção do equilíbrio corporal pra o desenvolvimento de musculatura e na recuperação física.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *